O Menino Que Comeu Uma Biblioteca [Resenha]

14:06

Há algum tempo eu não conseguia imergir no enredo de um livro como em O Menino que Comeu uma Biblioteca, lançamento de Letícia Wierzchowski, publicado pela Bertrand Brasil. Apesar de um cenário pesado como pano de fundo para a história, que se passa entre a ocupação da Polônia pelos nazistas e a Segunda Guerra Mundial, a leitura é fluída.

Neste livro, somos apresentados ao menino Jósik, que teve a vida como ele conhecia totalmente modificada com o avanço da guerra. A história dele é narrada pela voz de Eva, uma jovem uruguaia que o vê através das cartas do tarô.



É óbvio que eles vão se encontrar no final do livro desde as primeiras linhas, mas o grande mistério é como. Fui totalmente surpreendida no decorrer da história e pude sentir todas as emoções de Jósik em cada um dos capítulos lidos.

O rapaz criou-se na biblioteca do avô, na Polônia. Conheceu os clássicos da literatura e acreditou fielmente na ficção. Aliás, foram as histórias que o salvaram da guerra, que o fizeram sobreviver.

Esta é uma história que trata sobre o amor pela ficção e que vale muito a pena ser lido. Recomendo muito.


You Might Also Like

0 comentários

Entre em contato

Angelica Brunatto Contato: angelicabrunatto@gmail.com